ESCOTEIROS NO AR. NOSSA HOMENAGEM

NO AR
NO AR

A NOSSA HOMENAGEM A ESTE EVENTO ANUAL QUE MANTÉM VIVA A CHAMA DO RÁDIO, ESTE ANO COMO SEMPRE FOI SUCESSO. VOCÊ SABIA DESTE EVENTO!!!!PARABÉNS. CONTINUEM SEMPRE!!!! prepare-se para participar do próximo

SEMPRE ALERTA

A essência do Jamboree no Ar é o uso de uma estação de Radioamador em uma grande atividade escoteira. Isso aconteceu há muitos anos, em 1957, quando durante o 9º Jamboree Mundial, em Sutton Park, Birmingham, Inglaterra, foi montada a estação GB3SP e Alan Dennis, G3CNV, foi seu primeiro operador. Ouça a gravação de alguns dos contatos e noticiários da GB3SP clicando na foto.

Foi esta estação que inspirou Les Mitchell – G3BHK e uma equipe de escoteiros radioamadores a fazer uma reunião anual através do rádio: assim nasceu o Jamboree On The Air – Jamboree no Ar, em 1958.

O JOTA atualmente reúne cerca de 500.000 escoteiros e radioamadores em todo o mundo, numa grande demonstração de fraternidade e união.

No Brasil, as atividades de Radioescotismo estão subordinadas à Equipe Nacional de Atividades Especiais e são coordenadas pela Equipe Nacional de Radioescotismo, com o apoio de Equipes Regionais e seus coordenadores. Além disso, contamos com diversas parcerias como, por exemplo, a LABRE, o Araucária DX Group, Radiohaus e a Feirinha Digital, dentre outros.

COMO PARTICIPA O RADIOAMADOR NO JOTA?

É através das estações de rádio dos Radioamadores que nós conseguimos estabelecer contatos com os Escoteiros em outros estados e países durante o JOTA. E isso pode acontecer das seguintes formas:

  • Os Escoteiros visitam as estações dos Radioamadores ou de Grêmios de Radioamadores onde elas já estão montadas:
    • Isso facilita pelo fato dessas estações terem melhores condições técnicas de operação;
    • Isso também facilita o uso de várias antenas, para a cobertura de várias bandas de radioamadores;
    • Isso dificulta a participação, em função do espaço. Se não for grande, a melhor opção é o revesamento;
  • Os Radioamadores se dispõem a montar uma estação na sededos Escoteiros ou num lugar propício:
    • Isso facilita o sistema de infraestrutura para a atividade, já que os Chefes e os pais dos jovens podem ajudar;
    • Isso facilita a aplicação da programação escoteira do Jamboree no Ar, específica para cada faixa de idade;
    • Isso dificulta a montagem da estação, pois precisamos montar antenas e preparar o local para os equipamentos;
    • Por outro lado, isso ajuda a mostrar aos jovens como se faz para montar uma estação para operação portátil;

Nessa hora, é necessário ponderar o que seria mais interessante e produtivo, pensando que nosso principal objetivo é dar aos jovens a chance de “falar no rádio”. Pensando nisso, foi lançada a campanha “um Radioamador em cada Grupo Escoteiro”, que tem por objetivo aproximar os radioamadores dos nossos jovens, ensinando-os e orientand0-os a montar suas próprias estações e também, se possível for, montar uma estação definitiva para o Grupo Escoteiro, que sempre será melhorada, para melhor desempenho nas próximas atividades. Em princípio, convidamos o Radioamador para o JOTA, mas com certeza, uma pessoa que tem disposição para SERVIR através das ondas de rádio, certamente terá lugar reservado em nossos Grupos Escoteiros.

MAS QUE ESTAÇÃO DEVEMOS MONTAR?

Esse é o momento certo para fazermos algumas considerações com relação às bandas usadas por nós:

  • 80 metros:
    • São muitos os radioamadores da Classe C, porém, a banda dos 80 metros tem várias restrições de horário e antenas;
    • Para montarmos boas estações, precisamos de boas antenas, ponto principal a ser cuidado durante o JOTA;
    • Dipolo meia onda e Delta Loop são grandes opções, mas dependem de grandes espaços;
    • Há antenas que são bobinadas, mas que eventualmente terão um rendimento menor;
    • Há também antenas multi-bandas, que funcionam com o uso de acopladores de antena e podem ser uma ótima opção
      • Um bom exemplo foi dado no ano passado, quando foi montada uma G5RV no Grupo Escoteiro Indaiá, de Indaiatuba, com o apoio da Radiohaus e do seu diretor Erwin – PY2QI. O desempenho foi excelente e serve de base para todos nós; Essa antena cobre todas as bandas de radioamador, mas depende mesmo do acoplador.
  • 40 metros:
    •  É bem menor o número de radioamadores da Classe B, porém, a faixa de 40 metros é a mais utilizada na atividade, no Brasil;
    • Uma boa antena de 40 metros já não é tão grande e arrumar espaço para montá-la fica bem mais fácil;
    • Como temos um maior número de estações em 40 metros, a possibilidade de se falar o dia todo é muito maior também;
    • Além de antenas do tipo Dipolo e Delta Loop, também existem várias antenas direcionais para 40 metros e são bem eficientes;
    • Os horários das atividades de Lobinhos, Escoteiros, Seniores e Pioneiros são facilmente cumpridos nessa banda.
  • 20 metros:
    •  É ainda menor o número de radioamadores da Classe A, porém, essa banda é uma maravilha e fica aberta quase todo o tempo;
    • A faixa dos 20 metros possibilita muitos contatos internacionais e torna-se um grande atrativo para os jovens;
    • As antenas são menores também e podem ser montadas antenas direcionais com maior facilidade.
    • Há muitas antenas direcionais que funcionam nas bandas de 20, 15 e 10 metros e que possibilitam ótimos comunicados.
  • 15 metros:
    •  A faixa dos 15 metros não é tão popular quanto as demais, porém, tem se mostrado a banda que melhor possibilita contatos com a HB9S, estação Organizadora Mundial. Essa é uma boa dica;
    • Antenas mais fáceis de serem montadas e transmissões que sofrem menor interferência, mas o horário também não é constante.
  • 10 metros:
    •  A melhor opção de banda para os Radioamadores de qualquer Classe é a banda dos 10 metros;
    • Norte, Nordeste, Sul da América do Sul e outros muitos países do exterior;
    • É uma excelente faixa para ser usada e oferece também ótimas opções de horário;
    • As antenas direcionais para 10 metros são muito fáceis de serem montadas ou adquiridas, por preços mais acessíveis;
    • O uso dessa banda dever ser estimulado por todos, especialmente pelas ótimas oportunidades de contatos que oferece.
  • VHF/UHF:
    • Uma grande opção para aproximar os jovens do rádio são as estações de VHF e UHF.
    • Em VHF, são muitas as repetidoras que podem ser acionadas, possibilitando contatos com outros radioamadores;
    • Além dos contatos por repetidor, pequenos rádios de mão, HTs, podem garantir o sucesso do JOTA no Grupo Escoteiro;
    • Uma estação base, em frequência simplex, mais um ou dois HTs podem permitir a troca de mensagens e a compreensão do funcionamento de uma estação de radioamador, sem correr o risco da “falta de propagação”
    • Mesmo em estações bem montadas e que falem em todas as bandas, essa é sempre uma ótima opção de atividade.
  • Echolink:
    • O uso da internet para conectar-se a radioamadores de todo o mundo é também uma excelente opção;
    • Usando os equipamentos pessoais, notebooks ou desktops, o radioamador pode se conectar a muitos outros países;
    • Falar através do Echolink também é muito fácil e os jovens estão um pouco mais acostumados;
    • As estações que participam através do Echolink, colocam no seu nome a palavra Scout ou JOTA, para serem facilmente achadas;
    • A Organização Mundial e a Organização Nacional do JOTA também estão presentes no Echolink, o que é também um estímulo

Feitas essas breves considerações, sugerimos alguns sites para que se busque informações sobre antenas e equipamentos, onde facilmente poderão ser verificados os custos para uma eventual aquisição, caso necessário ou possível.

E O REGISTRO DOS CONTATOS REALIZADOS DURANTE O JOTA?

Para melhor colaborarmos no preparo de nossos radioamadores para o universo do radioamadorismo, optamos por utilizar um software altamente reconhecido no mundo todo: o N1MM.

Esse software está preparado para trabalhar especificamente no JOTA, de modo a facilitar o registro dos contatos e o envio dos LOGs de participação.

Depois de instalar o N1MM, na versão oferecida pela Organização Nacional do JOTA, você precisará escolher, entre os eventos possíveis, o JOTA.

Tutoriais oferecidos pela Organização Nacional do JOTA o ajudarão a preparar o N1MM para ser bem usaado no Jamboree no Ar.

Depois da participação, o Radioamador deverá preencher o Relatório de Estação, confirmando todos os seus dados à Organização Nacional do JOTA para o Brasil

Aí, bastará aguardar os resultados, mas enquanto isso, todos nós gostaríamos de agradecer demais sua ajuda e colaboração.

Sempre Alerta para Servir o Melhor Possível!!!

 

 

 

 

GAROTADA NO AR
GAROTADA NO AR
Anúncios