esquema-alimentacao-estacao-backup.jpg
*
extraido do cd do PU1PTC mister Toledo
“há controvésias meu amigo, há controvércias..\”rsss

http://www.angelfire.com/planet/brasilis/museu

Teoria de funcionamento
Quando a fonte de alimentação está funcionando, a corrente flui pelo diodo D1 e alimenta o rádio ou repetidora, ao mesmo tempo, através do resistor R1 e diodo D3, mantem a bateria carregada. Nesse caso o diodo D2 impede que a bateria receba corrente diretamente da fonte. No caso de falta de energia elétrica, a corrente fluirá da bateria para o rádio ou repetidora através do diodo D2. Nesse caso o diodo D1 impede que corrente flua em direção a fonte.
Os diodos devem ser diodos retificadores, devem suportar correntes de pelo menos 20% a mais da corrente nominal da fonte. Por exemplo, se sua fonte de alimentação for de 16A, use no mínimo diodos de 20A. Como a tensão da fonte é baixa, qualquer diodo de isolação de acima de 40 volts é suficiente.
*
Lembre-se também que há sempre uma queda de 0,7 volts em cima do diodo, portanto se sua fonte for de 13,8 volts, você terá 13,1 volts chegando ao equipamento. Se quiser ter exatamente os 13,8 volts, ajuste a tensão de saída da fonte para 14,5 volts, com a queda de 0,7 volts você terá os 13,8 volts.
O resistor R1 deve ter seu valor calculado para fornecer uma corrente de uns 150 mA a bateria, isso a manterá carregada. Se for comum longas paradas de energia em sua região, o ideal é carregar a bateria com uma corrente maior, assim a carga será mais rápida.

Anúncios